Migração Tecnológica

Com o passar dos anos, muitas corporações ficaram reféns de tecnologias ultrapassadas e dependentes de sistemas legados. Normalmente, nestes casos, além dos custos mais elevados para manutenção e suporte dos sistemas, estas empresas enfrentam uma significativa perda de competitividade no mercado e estagnação na evolução do próprio negócio.

A Innovatium Systems tem cases de sucesso em projetos de conversão de tecnologia, empregando as mais modernas e melhores práticas, de forma a proporcionar aos seus clientes a garantia de retorno do investimento, com a maximização dos resultados.

O processo de migração tecnológica engloba uma série de fatores que dependem da forma de construção do sistema legado, da nova tecnologia a ser adotada e dos objetivos gerais do projeto, incluindo os requisitos de manutenibilidade e de evolução futura do novo sistema.

Desta maneira, não existe uma solução mágica para este problema, mas um processo de migração composto de um conjunto de técnicas e de ferramentas que garantem a viabilização deste desafio.

Primeiramente devem ser estabelecidas as premissas do projeto, contemplando a tecnologia alvo (normalmente Java ou .Net), o banco de dados (um banco específico ou independente de banco), a interface do usuário (que pode ser preservada ou redefinida) e os demais requisitos do novo sistema.

Os códigos fontes legados (Cobol, Mumps, Dataflex, etc.) são convertidos utilizando-se técnicas e ferramentas empregadas na construção de compiladores, onde analisadores léxico, sintático e semântico convertem o código original e preservam integralmente a lógica existente.